Domingo, 29/5:
Tata-Facebook.jpg

A cadeirante, médica psiquiatra e analista junguiana Renata Ferraz Torres deseja mudar a realidade das pessoas com deficiência. A “maior minoria do planeta” representa cerca de 24% da população brasileira e, ainda assim, costuma ser ignorada. Em A luz do romper da aurora, Renata nos convida, com muito tato e delicadeza, a convivermos com a diferença — privilégio ao alcance de todos. De forma corajosa e serena, ela aborda questões difíceis de serem tratadas, em edição iluminada pela arte de Cynthia Cruttenden.

Renata Ferraz Torres nasceu em São Paulo, em 1973. Em 1998, formou-se médica pela Faculdade de Medicina da USP e, em 2001, Psiquiatra com residência pelo Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da FMUSP. Desde 2006, é membro analista da Sociedade Brasileira de Psicologia Analítica e filiada à International Association for Analytical Psychology. Desde 2011, integra a Comissão de Ensino da SBPA.

Cynthia Cruttenden, paulistana, nasceu em 1970 e formou-se em Artes Plásticas pela Escola de Comunicações e Artes da USP, em 1996. Publicou Sob o sol, sob a lua, em 2002 (livro reeditado em 2007), e Noite do sertão, em 2009, ambos pela Cosac Naify.

VERSÃO PAPEL

Formato: 14 x 21 cm

Brochura com orelhas, 96 páginas, ilustrações

​ISBN 978-65-87176-18-5

​Valor: R$ 42,00