top of page

Guerras Gálicas, por Júlio César [1:1]

Atualizado: 12 de jan.

A Gália encontra-se dividida em três partes: uma é habitada pelos belgas, outra pelos aquitanos e a terceira pelos que na sua própria língua são chamados de celtas e na nossa, de gauleses. Eles todos diferem entre si em língua, costumes e leis. O rio Garona separa os gauleses dos aquitanos, enquanto os rios Marne e Sena os separam dos belgas.




Os mais bravos de todos são os belgas. Distantes do refinamento da civilização da Província, raramente são visitados por mercadores que levem a eles artigos de luxo que possam amolecer seu espírito guerreiro. Eles são os mais próximos dos germânicos, que habitam além do Reno e com quem estão constantemente em guerra.


Pela mesma razão, os helvécios igualmente superam os demais gauleses em coragem, posto que quase diariamente se engajam em batalhas com os germânicos, seja para afastá-los de seus territórios ou para lutar nas terras deles.



Guerreiros germânicos, por G. Rava, no Blog do Prof. Raphael (http://sou-cesar.blogspot.com/)


A parte que se diz estar em posse dos celtas tem início no rio Ródano e é delimitada pelo rio Garona, pelo Oceano e pelas fronteiras dos belgas. Por fim, ela toca o rio Reno a partir dos sequanos e dos helvécios, estendendo-se para o norte. 


O território dos belgas tem início nos confins mais distantes da Gália, alcançam a parte inferior do rio Reno e se estendem para o norte e para o leste. A Aquitânia se estende desde o rio Garona até as montanhas dos Pirineus e a parte do Oceano que faz fronteira com a Espânia, estendendo-se entre o pôr do sol e o norte.



Distribuição aproximada dos povos da Gália em 56 a.C.

37 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page